Tamanho do texto

Petrolífera processa o governo argentino em tribunal dos EUA

Reuters

A Petrolífera espanhola Repsol espera chegar a um acordo com a Argentina sobre a compensação pela nacionalização de filial da Repsol YPF, disse o presidente da empresa em uma entrevista publicada no domingo.

A presidente da Argentina, Cristina Fernandez Kirchner, assumiu o controle da YPF em abril, acusando a Repsol de investir muito pouco, o que fez com que o país latino-americano dependesse excessivamente das importações caras.

"Eu ainda acredito e espero que possamos chegar a um acordo sobre a YPF", disse o presidente da Repsol, Antonio Brufau, em entrevista ao jornal El Pais. "Espero chegar a um acordo para que sejamos compensados por aquilo que nos pertencia".

A Repsol processou Argentina em maio em um tribunal dos EUA como parte de um esforço para recuperar mais de 10 bilhões de dólares, em um caso que pode se arrastar por anos.

Os comentários ecoaram sentimentos expressos pelo ministro de Relaçõs exteriores da Espanha, chanceler José Maria Garcia Margallo, na quinta-feira, quando ele disse que esperava chegar a uma solução em breve.

"Há conversas entre os governos argentino e espanhol sobre o assunto todos os dias", disse ele na televisão espanhola.

(Reportagem de Sonya Dowsett e Carlos Ruano)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.