Tamanho do texto

Tempestade Sandy teve influência em alta no número de pedidos de auxílio por desempregados no país, que atualmente somam mais de 3,3 milhões

Agência Estado

O número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego subiu 78 mil, para 439 mil, após ajustes sazonais, na semana até 10 de novembro, informou o Departamento de Trabalho dos EUA. No entanto, os dados foram distorcidos pela forte tempestade Sandy , que fechou os governos estaduais e deixou milhares de desabrigados no Nordeste do país.

LEIA TAMBÉM:
Zona do euro entra oficialmente em recessão

Os economistas ouvidos pela Dow Jones esperavam alta de 20 mil solicitações, para 375 mil. O número da semana anterior foi revisado para 361 mil. Analistas afirmam que a tempestade ainda deve provocar alteração nos dados do dados setor nas próximas semanas.

A média móvel de pedidos feitos em quatro semanas - calculada para suavizar a volatilidade do dado - aumentou 11.750, para 383.750. A média móvel da semana anterior foi revisada para 6 mil. A taxa de desemprego para trabalhadores com seguro-desemprego foi de 2,6% na semana até 10 de Novembro. O dado ficou acima da leitura de 2,4% da semana anterior.

Os dados divulgados nesta quinta-feira mostram que, o número total de norte-americanos que recebiam auxílio-desemprego por mais de uma semana subiu 135 mil, para 3,334 milhões no semana terminada em 3 de novembro, o nível mais elevado desde julho de 2008. Antes da tempestade Sandy atingir os EUA, o mercado de trabalho vinha registrando melhora gradual. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.