Tamanho do texto

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas, o indicador geral registrou variação de 0,43%, 0,05 ponto porcentual menor do que a taxa divulgada anteriormente (0,48%)

Agência Estado

A inflação desacelerou da quarta quadrissemana de outubro para a primeira leitura de novembro em seis das sete capitais brasileiras no âmbito do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S). De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), o indicador geral registrou variação de 0,43%, 0,05 ponto porcentual menor do que a taxa divulgada anteriormente (0,48%).

A única cidade onde o IPC-S acelerou foi Salvador. Na capital baiana, o IPC-S subiu e ficou em 0,78% na primeira medição do mês, ante 0,75%. O município que teve a segunda maior taxa de inflação foi Recife, onde o indicador teve alta de 0,58%, depois de um aumento de 0,62% na última quadrissemana de outubro. Já o Rio de Janeiro teve o menor IPC-S no período em análise (de 0,17%), após elevação de 0,22%.

A segunda maior taxa ficou com a capital mineira, onde o índice saiu de uma variação positiva de 0,55% para 0,54% na primeira quadrissemana de novembro. Na sequência, ficaram São Paulo (de 0,45% para 0,43%), Porto Alegre (de 0,61% para 0,41%) e Brasília (de 0,42% para 0,41%). A próxima divulgação dos resultados regionais do IPC-S ocorrerá no próximo dia 19.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.