Tamanho do texto

Em outubro, pelo segundo mês seguido, alta do índice FipeZap foi a menor da série histórica

O preço dos imóveis continua a subir nas principais regiões metropolitanas do País, mas o ritmo da valorização diminuiu. Em outubro, a alta média foi de 0,8%, aponta o índice FipeZap, calculado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômica (Fipe) a partir do preço de cerca de 150 mil unidades selecionadas entre os anúncios do site Zap Imóveis.

- Veja também: os bairros mais caros e mais baratos de SP e RJ

É a menor alta registrada desde setembro de 2010, quando o índice passou a existir. Isso acontece pelo segundo mês seguido, já que em setembro a valorização foi de 0,9%, a menor da série histórica até então. Ou seja, apesar de continuarem em alta, os preços desaceleraram.  

- Veja também: preço dos imóveis no RJ e em SP subiu mais que principais aplicações

"Os dados confirmam uma tendência de acomodação dos preços. Não há uma queda brusca do 'boom' visto nos últimos anos, é só uma desaceleração, mas o momento é diferente daquele em que os preços de todas as regiões estavam subindo fortemente", diz Eduardo Zylberstajn, pesquisador da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) e coordenador do índice.

A maior desaceleração aconteceu em São Paulo, onde a alta de 1,1% foi quase um terço menor que a do mês anterior, de 1,5%. Nas regiões metropolitanas de Fortaleza e do Distrito Federal, os preços chegaram a recuar, com quedas de 1% e 1,1%, respectivamente. 

Outubro morno

Veja qual foi a variação no preço dos imóveis no mês (em %)

Gerando gráfico...
Fonte: FipeZap

- Leia mais sobre o mercado imobiliário no iG Economia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.