Tamanho do texto

Leitura reforça as dúvidas sobre o ritmo da recuperação econômica do país

Reuters

O Índice de Confiança da Construção (ICST) recuou 5,1 por cento no trimestre encerrado em outubro na comparação com um ano antes, de acordo a Sondagem Conjuntural da Construção divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta terça-feira.

O resultado mostra uma melhora em relação ao mês anterior, uma vez que no trimestre até setembro o índice havia recuado 7,8 por cento na mesma comparação.

O índice médio dos três meses até outubro ficou em 121,2 pontos, contra 127,7 pontos no mesmo período do ano anterior. No trimestre encerrado em setembro, o Índice de Confiança da Construção havia ficado em 121,5 pontos.

Os destaques no trimestre finalizado em outubro foram Construção de Edifícios e Obras de Engenharia Civil, com variação de -4,3 por cento contra -7,4 por cento em setembro; Aluguel de Equipamentos, com variação de -4,6 por cento ante -7,3 por cento no mês anterior; e Obras de Instalações, com variação de -5,6 por cento contra -7,3 por cento.

No trimestre findo em outubro, o Índice da Situação Atual (ISA-CST) apresentou queda de 5,5 por cento, contra variação negativa de 9,4 por cento no mês anterior.

Já o Índice de Expectativas (IE-CST) caiu 4,7 por cento, ante queda de 6,4 por cento em setembro.

Na quinta-feira, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) informou que a produção industrial caiu 1 por cento em setembro frente a agosto, no pior resultado mensal desde janeiro passado. A leitura reforça as dúvidas sobre o ritmo da recuperação econômica do país.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.