Tamanho do texto

Custo unitário da mão de obra caiu 0,1% no trimestre; mercado de trabalho ainda fraco nos EUA pode ter limitado a capacidade dos trabalhadores de pedir salários e benefícios melhores

Agência Estado

A produtividade da mão de obra não agrícola dos Estados Unidos subiu 1,9% no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado, informou o Departamento do Trabalho.

O custo unitário da mão de obra, por sua vez, caiu 0,1%. Economistas consultados pela Dow Jones previam alta de 2,0% na produtividade e de 0,4% no custo.

Com ajustes pela inflação, a compensação por hora trabalhada diminuiu 0,4% no terceiro trimestre. O mercado de trabalho ainda fraco nos EUA pode ter limitado a capacidade dos trabalhadores de pedir salários e benefícios melhores.

A produção não agrícola dos EUA subiu 3,2% no terceiro trimestre, em comparação com a alta de 2,1% registrada no segundo trimestre. As horas trabalhadas aumentaram 1,3%, depois do ganho de 0,2% no período entre abril e junho.

No setor industrial, a produtividade caiu 0,4% e o custo da mão de obra subiu 1,5%. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.