Tamanho do texto

Entidade quer facilitar entendimento dos diferentes tipos de fundos por parte dos investidores, que começam a buscar alternativas de mais arriscadas com redução nos juros

Agência Estado

O projeto de reclassificação e redução das categorias existentes de fundos de investimento da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) pode estar concluído no primeiro semestre de 2013, segundo o vice-presidente da entidade, Carlos Massaru Takahashi. Embora o tema seja uma das pautas prioritárias da Anbima, o desafio não é "pequeno", conforme ele. Atualmente existem 48 tipos de fundos, segundo a entidade.

Leia:  Anbima amplia atividades de autorregulação para o varejo

"A grande quantidade de fundos de investimento merece revisão. Queremos concluir o projeto que trata do assunto o mais rápido possível", observou Takahashi, em teleconferência com a imprensa, nesta segunda-feira.

A revisão das categorias de fundos está na pauta da Anbima desde o primeiro trimestre deste ano e integra o plano de ação da entidade para 2012. No entanto, o vice-presidente da entidade explicou que será necessário mais tempo e a expectativa da Anbima é concluir o projeto no primeiro semestre de 2013.

Para especialistas do mercado, a simplificação da oferta de produtos na indústria de fundos se faz necessária, uma vez que, em um cenário de juros menores, esse é um dos caminhos que ajudarão o segmento a atrair os investidores que começam a diversificar suas carteiras em busca de maior rentabilidade. Como há uma gama de fundos com estratégias similares, eles consideram a consolidação necessária para permitir melhor entendimento por parte dos investidores.