Tamanho do texto

Deseempenho acelerou sobre o ritmo de 1,3% no segundo trimestre, mas seria necessário um resultado acima de 2,5% durante vários trimestres para provocar uma mudança substancial na taxa de desemprego

O crescimento econômico dos Estados Unidos acelerou no terceiro trimestre uma vez que um impulso nos gastos do consumidor compensou os primeiros cortes em investimento em mais de um ano devido à cautela das empresas.

O ritmo mais forte de expansão, entretanto, ficou aquém do que seria necessário para reduzir o desemprego, e oferece poucos motivos de comemoração para a Casa Branca antes da eleição presidencial de 6 de novembro.

O Produto Interno Bruto (PIB) expandiu a uma taxa anual de 2%, informou o Departamento do Comércio nesta sexta-feira, acelerando sobre o ritmo de 1,3% no segundo trimestre.

Seria necessário um ritmo acima de 2,5% durante vários trimestres para provocar uma mudança substancial na taxa de desemprego.

Economistas consultados pela Reuters esperavam um ritmo de crescimento de 1,9% no terceiro trimestre.