Tamanho do texto

O instituto Markit informou que a leitura preliminar para o setor industrial avançou para 51,3 neste mês ante 51,1 em setembro; uma leitura acima de 50 indica expansão

Reuters

A atividade industrial dos Estados Unidos melhorou ligeiramente em outubro, mas o crescimento lento e a incerteza econômica sugerem que as recentes dificuldades do setor podem persistir nos últimos meses de 2012, mostrou nesta quarta-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês).

O instituto Markit disse que sua leitura preliminar do PMI para o setor industrial avançou para 51,3 neste mês ante 51,1 em setembro. Uma leitura acima de 50 indica expansão.

Uma alta modesta na produção ajudou a impulsionar as condições empresariais no setor, que sofreu seu trimestre mais fraco em três anos durante o período entre julho e setembro.

Mas menos encomendas de clientes domésticos e um quinto mês seguido de declínio na demanda internacional por bens dos EUA indicam que a indústria está agindo como um peso sobre o crescimento e o emprego, disse o economista-chefe do Markit, Chris Williamson.

"O relatório de gerentes de compras mostra que o motivo para a fraqueza continua sendo a incerteza entre clientes nos merados de exportação, com destaque para Europa e Ásia", disse ele.

"Entretanto, a demanda em casa permanece reduzida, possivelmente refletindo as nuvens que pairam sobre o cenário econômico devido às eleições e preocupações com a política fiscal."

Pesquisas de opinião mostram o presidente dos EUA, Barack Obama, e o candidato republicano, Mitt Romney, em uma disputa acirrada antes da eleição presidencial de 6 de novembro.

Passada a eleição, o Congresso terá menos de dois meses para decidir se deixará que US$600 bilhões em aumentos de impostos previstos e cortes de gastos entrem em vigor como planejado em 1º de janeiro.

Economistas temem que toda essa incerteza dificulte novas contratações de trabalhadores pelas empresas. A força de trabalho da indústria dos EUA aumentou levemente em outubro, embora o ritmo de contratação tenha sido o segundo mais lento em quase dois anos.