Tamanho do texto

Pesquisa mostra que a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) recuou 1,3% entre agosto e setembro

Agência Estado

Pesquisa mensal da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) mostra que a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) recuou 1,3% entre agosto e setembro, para 140,1 pontos, mesmo índice registrado em setembro de 2011. A ICF tem uma escala de 0 a 200 e aponta otimismo quando acima dos 100 pontos.

Em setembro, o item Renda Atual foi o que apresentou a maior variação negativa, de 4,1%, mas ele ainda se posiciona entre os mais bem avaliados da pesquisa, com 148,3 pontos.

Segundo a assessoria técnica da FecomercioSP, a redução da satisfação com a renda está relacionada ao aumento dos preços dos alimentos e bebidas.

O item Perspectiva de Consumo recuou 3% na variação mensal e 2% na comparação anual, atingindo 136,2 pontos em setembro. Os dois itens relacionados ao trabalho - Emprego Atual (139 pontos) e Perspectiva Profissional (145,4 pontos) - apontaram variações de -0,3% e 3,3%, respectivamente, na comparação entre agosto e setembro.

O item Nível de Consumo Atual registrou alta de 1,2% na comparação com agosto e de 10,1% ante setembro de 2011, fechando o mês com 114,2 pontos.

Com relação ao mesmo período de 2011, o indicador Momento para Compra de Bens Duráveis subiu 6%, para 142,1 pontos.

Mesmo com a taxa de juros para o consumidor no menor nível histórico, a satisfação em relação ao Acesso a Crédito caiu 2,5% entre os períodos, para 155,7 pontos.

No entanto, o Acesso ao Crédito é o indicador ainda mais bem avaliado entre os mensurados pelo ICF.