Tamanho do texto

Para Marcelo Odebrecht, Brasil não consegue atingir seu potencial de crescimento porque além de investimentos em infraestrutura faltam também investimentos em educação e em competitividade

O presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, criticou nesta quinta-feira o que chamou de "amarras" brasileiras. Questionado sobre a situação da infraestrutura no Brasil, ele disse que "é mais fácil não fazer nada (no Brasil) do que fazer as coisas". Segundo ele, esse problema não é por falta de marco regulatório, mas de questões como "um sistema Judiciário moroso".

O executivo disse que nos últimos dez anos há uma conscientização maior sobre a importância da infraestrutura no País, mas ainda não é suficiente. O Brasil não consegue atingir seu potencial de crescimento, na sua opinião, porque além de mais investimentos em infraestrutura faltam também investimentos, por exemplo, em educação e em competitividade.

Ele participa nesta quinta-feira do evento "Ideas Economy: Brazil the next level of the competition", promovido em São Paulo pelo The Economist Group, que edita a revista britânica The Economist.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.