Tamanho do texto

Segundo o Banco central, o resultado foi o melhor para o mês desde 1995, início da série histórica. Antecipação do pagamento da primeira parcela do 13o salário pode ter ajudado

Reuters

A caderneta de poupança encerrou setembro com captação líquida de R$ 5,951 bilhões, informou o Banco Central nesta quinta-feira, o melhor resultado para o mês desde 1995, quando iniciou a série histórica do BC. 

Leia também:  Poupança muda e vai pagar 70% da Selic

No mês passado, os depósitos somaram R$ 93,748 bilhões e, as retiradas, R$ 87,797 bilhões. Ao todo, o estoque da caderneta fechou setembro a R$ 473,262 bilhões. No acumulado do ano, os depósitos da aplicação mais popular do país superam os saques em R$ 33,186 bilhões.

A antecipação do pagamento da primeira parcela do 13o salário pode ter impulsionado os depósitos na caderneta de poupança. O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) iniciou o pagamento no dia 27 de agosto para parte dos segurados.

A poupança atrai investidores por ser isenta de Imposto de Renda e considerada uma aplicação segura, apesar da recente mudança na forma de remuneração do investimento.

Em maio, o governo alterou as regras de correção da poupança, determinando que toda vez que a Selic ficar igual ou inferior a 8,5% ao ano, a caderneta renderá 70% da Selic mais Taxa Referencial (TR). Atualmente, a Selic está em 7,5% ao ano, patamar mínimo histórico.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.