Tamanho do texto

Previsão de crescimento do PIB da América Latina também encolheu, de 3,7% para 3,2%; apenas para o México, o órgão da ONU manteve previsão de alta de 4%

Agência Estado

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) revisou para 3,2% a projeção de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) da região em 2012. A previsão anterior de crescimento para a América Latina e o Caribe, divulgada em junho, era de crescimento de 3,7% este ano ante o ano passado. Segundo a Cepal, a principal razão para a desaceleração são as dificuldades enfrentadas pelos Estados Unidos e pela Europa, além do menor crescimento da China.

No caso do Brasil, a comissão reduziu de 2,7% para 1,6% a projeção de crescimento para 2012, a mesma do Banco Central. A Argentina teve sua projeção de crescimento reduzida de 3,5% para 2,0%. Já o México teve a previsão mantida em 4,0%.

Para o ano que vem, a Cepal projeta crescimento de 4,0% no Brasil; 3,5% na Argentina e 4,0% no México. Para toda a América Latina e Caribe, a expectativa é de alta de 4,0%. A Cepal apresentou nesta terça-feira o 'Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2012' em Santiago do Chile. A Cepal é uma das cinco comissões econômicas regionais das Nações Unidas (ONU).

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.