Tamanho do texto

Segundo o Relatório Trimestral de Inflação da autoridade monetária, o IPCA ficará em 5,2% neste ano, ante previsão anterior de 4,7%; BC reduziu projeção de crescimento do PIB de 2,5% para 1,6% em 2012

Reuters

O Banco Central reduziu a previsão para o crescimento da economia brasileira neste ano de 2,5% para 1,6%, ao mesmo tempo em que piorou suas perspectivas para inflação em 2012.

Diretor do Banco Central “tergiversa” sobre meta de inflação

Segundo o Relatório Trimestral de Inflação da autoridade monetária divulgado nesta quinta-feira, o IPCA ficará em 5,2% neste ano pelo cenário de referência, ante previsão anterior de 4,7%, e em 4,9% em 2013, abaixo das contas anteriores, de 5%.

O BC também informou que a chance de a inflação estourar o teto da meta oficial - de 4,5% pelo IPCA, com margem de dois pontos percentuais para mais ou menos - é de 3% em 2012 e de em torno de 13% no ano que vem.

A autoridade moentária reforçou que se o cenário "prospectivo" vier a comportar um ajuste adicional nas condições monetárias esse ajuste deverá ser conduzido com a "máxima parcimônia".

O BC avaliou ainda que a política fiscal do governo "se desloca de uma posição de neutralidade para ligeiramente expansionista".