Tamanho do texto

Os economistas da Serasa acreditam que as medidas de incentivo do governo "apresentarão impactos mais significativos sobre a atividade a partir do segundo semestre

A economia brasileira ganhará impulso no atual semestre, devendo iniciar 2013 com velocidade de crescimento próxima ao seu potencial, de cerca de 4% ao ano, previu nesta terça-feira a Serasa Experian.

O indicador de perspectiva da atividade econômica - que permite antever os movimentos cíclicos da atividade econômica com seis meses de antecedência -, subiu 0,2% em julho na comparação com junho, para 99,7, na quinta alta mensal consecutiva.

Os economistas da Serasa citaram que as medidas de incentivo adotadas pelo governo --como reduções das taxas de juros e isenções tributárias - "apresentarão impactos mais significativos sobre a atividade econômica a partir do segundo semestre de 2012".

Eles mencionaram ainda queda gradual da inadimplência, melhora da confiança dos empresários e uma certa acomodação das turbulências econômico-financeiras internacionais. "Tais impactos positivos tenderão a se estender até, pelo menos, o início do próximo ano", acrescentaram, em nota.