Tamanho do texto

Número de pessoas com celulares cresceu 23,1% entre 2009 e 2011 e atingiu 115,4 milhões de pessoas; crianças entre 10 e 14 anos

Quase 70% da população brasileira acima de 10 anos têm celular, o que representa o total de 115,4 milhões de pessoas e um crescimento de 23,1% (21,7 milhões) em relação a 2009, revela a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2011 (Pnad), divulgada nesta sexta-feira (21) pelo IBGE.

Leia também:

Desigualdade social cai ainda mais no Brasil

País já tem 77,7 milhões de usuários de internet

Desocupados crescem, sobretudo entre negros, mulheres e jovens

Com Bolsa Família, País reduziu trabalho infantil

Pela primeira vez, em todas as regiões do país, verificou-se que mais da metade da população de 10 anos ou mais de idade possuía telefone móvel para uso pessoal. O maior crescimento registrado no Nordeste, onde 59,4% das pessoas de 10 anos ou mais de idade contavam com telefones celulares, o que representou um aumento de 14,1% pontos percentuais em comparação a 2009. Já o menor crescimento foi registrado no Sul, que apresentou crescimento de 7,8 pontos percentuais no período.

Veja também:

Mulheres já são mais de 100 milhões no Brasil, revela Pnad

Domicílios com só um morador crescem, e média é de 3,2 pessoas por casa no País

Serviços como esgoto, coleta de lixo e iluminação evoluem pouco e são desafio

Casa própria já não é só sonho: 75% no Brasil são donos do imóvel onde vivem

Pnad: com maior concentração de jovens, Norte tem a população que mais cresce

População preta cresce e brancos e pardos encolhem, revela Pnad

A maior incidência de uso de celular é entre pessoas com idades entre 20 e 39 anos, com percentuais praticamente iguais, variando entre 82% e 83,1%. Já no grupo de 10 a 14 anos de idade foi verificada a menor proporção, com 41,9%. Apesar disso, esse foi o grupo que apresentou o segundo maior aumento percentual de pessoas que tinham telefone, com um acréscimo de 12,5 pontos percentuais em relação a 2009.