Tamanho do texto

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, disse que a ajuda será dada sob a condição de que o país chegue a um acordo com o Fundo Monetário Internacional

Reuters

A União Europeia ofereceu assistência macroeconômica de 500 milhões de euros, assim como entre 150 milhões e 200 milhões de euros para a recuperação econômica, informou o presidente da Comissão Europeia nesta quinta-feira.

José Manuel Barroso disse que a ajuda macroeconômica será dada sob a condição de que o país chegue a um acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

"Estamos prontos para oferecer ajuda financeira macroeconômica de 500 milhões de euros, desde que o acordo que o Egito está atualmente iniciando com o FMI se materialize", disse Barroso a repórteres em entrevista ao lado do presidente do Egito, Mohamed Mursi.

"Além disso, a União Europeia também está pronta para avaliar uma operação de suporte orçamentário de 150 milhões a 200 milhões de euros em apoio a um plano de recuperação econômica acordado."

Mursi esteve em Bruxelas para sua primeira visita à Europa desde que se tornou o primeiro líder egípcio livremente eleito em junho, na esperança de garantir à União Europeia suas credenciais democráticas e garantir promessas de ajuda econômica.