Tamanho do texto

Saldo fica em US$ 13,172 bilhões entre janeiro e agosto, contra US$ 19,988 registrado no mesmo período de 2011. A média diária das exportações caiu 4,8%


Movimentação no Porto de Itajaí, em Santa Catarina
Divulgação
Movimentação no Porto de Itajaí, em Santa Catarina

O superávit comercial nos primeiros oito meses do ano, de US$ 13,172 bilhões, ficou 34,10% menor do que o volume registrado em igual período de 2011, quando o saldo ficou positivo em US$ 19,988 bilhões. A informação foi divulgada pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

As exportações brasileiras registraram queda de 4,8%, pela média diária, no acumulado de janeiro a agosto de 2012 na comparação com o mesmo período do ano passado.

O saldo médio de vendas de janeiro até agosto deste ano ficou em US$ 944,7 milhões, enquanto nos oito primeiros meses de 2011, o saldo médio foi de US$ 992,3 milhões. As importações também recuaram no período, mas em menor magnitude, -0,7%, passando de US$ 873,4 milhões para US$ 867,2 milhões.

Resultado de agosto

Em agosto, o superávit foi de US$ 3,227 bilhões,  um volume é 17,1% menor que o apresentado no mesmo mês de 2011. Na ocasião, o superávit havia sido de US$ 3,893 bilhões.

As exportações, que somaram US$ 22,382 bilhões em agosto, registraram queda de 14,4% na média diária na comparação com o mesmo mês do ano passado. Ante julho, porém, foi registrada uma alta de 1,9%. No mesmo período, as importações (US$ 19,155 bilhões) tiveram retração de 14,0% pela média diária. Ante julho, a elevação foi de 1,1%.

O resultado ficou acima da mediana de US$ 3,000 bilhões obtida pelo AE Projeções com as estimativas de 17 instituições do mercado financeiro. O intervalo das previsões variava de US$ 2,600 bilhões a US$ 3,750 bilhões.

Apenas na quinta semana do mês, o saldo da balança ficou positivo em US$ 705 milhões. Este montante é resultado das vendas externas no valor de US$ 4,829 bilhões e de importações que somaram US$ 4,124 bilhões.