Tamanho do texto

Volume de poupança dos cidadãos americanos subiu para US$ 464,3 bilhões em maio, ante os US$ 438,8 bilhões registrados em abril

Os gastos pessoais dos americanos ficaram estáveis pela primeira vez em seis meses em maio, mesmo com uma alta da renda, sugerindo que a criação mais lenta de postos de trabalho e as preocupações com a Europa estão contendo os consumidores americanos.

Segundo dados do Departamento do Comércio, os gastos pessoais ficaram estáveis em maio ante abril, quando houve alta de 0,1% (dado revisado).

Uma contenção sustentada do consumo implicaria em preocupações significativas, uma vez que os gastos dos consumidores correspondem a mais de dois terços da demanda econômica do país, e tem sido um motor de crescimento desde meados de 2009.

Já a renda pessoal subiu 0,2% em maio. Desconsiderando o pagamento de impostos (DPI), também houve alta de 0,2%.

O volume de poupança dos americanos subiu para US$ 464,3 bilhões em maio, ante os US$ 438,8 bilhões registrados em abril.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.