Tamanho do texto

Medidas devem ser anunciadas ainda nesta sexta-feira; benefício não deve ser estendido a novos setores; prorrogação provavelmente será por mais três meses

Reuters

O governo decidiu prorrogar a redução da alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os setores de linha branca e móveis, afirmou uma fonte do governo nesta sexta-feira.

O benefício, segundo a fonte, não inclui novos setores.

Indústria negocia prorrogação do IPI reduzido para linha branca

Mantega anuncia redução de tributos para estimular consumo

A redução do tributo termina no próximo dia 30.

A fonte disse que a prorrogação muito provavelmente será por mais três meses.

Em uma conversa pela manhã, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, ao ser questionado se o governo anunciaria a prorrogação do benefício nesta sexta-feira respondeu: "Presta atenção hoje à tarde".

Mantega está em Mendoza, na Argentina, para reunião do Mercosul. Ele deve voltar para São Paulo nesta tarde.

Em 26 de março, o governo já havia estendido a redução do IPI para produtos de linha branca, adotada em dezembro de 2011, e reduziu pela primeira vez o IPI de móveis, papel de parede e luminárias.

A decisão de prorrogar a redução do IPI faz parte de conjunto de medidas tomadas pelo governo para tentar estimular a economia, que cresceu apenas 0,2% no primeiro trimestre.

Na quarta-feira, Mantega anunciou medidas de estímulo baseadas em aumento de compras governamentais de produtos e na redução Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP), de 6% para 5,5%.

Na ocasião, o ministro havia indicado que os estímulos à economia não tinham terminado. "Essa não é a única medida a ser tomada... Podemos garantir que o PIB (Produto Interno Bruto) está crescendo e vai crescer mais no segundo semestre que no primeiro", afirmou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.