Tamanho do texto

Indicador de maio deve atingir menor patamar da média histórica

Agência Estado

O Banco Central reduziu a sua estimativa para a relação dívida líquida/PIB para o final de 2012 de 35,7%, projetados em março, para 35,0%. Essa previsão leva em conta a perspectiva para o dólar no fechamento do ano coletada pelo BC na pesquisa Focus com agentes do mercado financeiro, que aponta uma cotação de R$ 1,95.

Leia:  BC espera que relação dívida/PIB registre mínima histórica em abril

O chefe do Departamento Econômico do BC, Tulio Maciel, afirmou que, se o dólar ficar em outro patamar, obviamente, o resultado para o indicador será diferente.

Para o fechamento de junho, a previsão do BC é de uma dívida líquida de 34,5% do PIB, considerando câmbio de R$ 2,06 no fim do mês atual. Se confirmado, será o menor patamar da série histórica, iniciada em dezembro de 2001. Em maio, a dívida ficou em 35% do PIB, também a menor da série.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.