Tamanho do texto

Previsão de déficit em transações correntes em 2012 passa de US$ 68 bilhões para US$ 56 bilhões; remessas de lucros e dividendos também devem cair

Agência Estado

O Banco Central reduziu a previsão para o déficit em transações correntes em 2012 de US$ 68 bilhões para US$ 56 bilhões. A mudança foi anunciada na nota do setor externo divulgada na manhã desta sexta-feira pela autoridade monetária. Entre as causas dessas expectativas de déficit mais enxuto, a estimativa de saldo negativo da conta de serviços diminuiu de US$ 42,1 bilhões para US$ 39 bilhões. Nesse segmento, a contribuição mais relevante veio da conta de viagens internacionais, cuja expectativa de resultado negativo diminuiu de US$ 15,5 bilhões para US$ 13 bilhões.

Leia ainda:  Remessa de lucros por multinacionais soma US$ 2,550 bilhões em maio

O BC também anunciou que espera um menor superávit comercial em 2012, já que a previsão foi realinhada de US$ 21 bilhões para US$ 18 bilhões. Esse ajuste é resultado especialmente da perspectiva de desempenho mais moderado das exportações, que devem somar US$ 258 bilhões até o fim do ano, ante uma previsão original US$ 10 bilhões superior, que era de US$ 268 bilhões. Já nas importações, a estimativa do BC passou de US$ 247 bilhões para US$ 240 bilhões para o ano.

Na conta de rendas, a previsão de saída foi reduzida de US$ 49,6 bilhões para US$ 37,9 bilhões. Nesse caso, o destaque fica com o forte enxugamento do total de remessas de lucros e dividendos, cuja estimativa caiu de US$ 38 bilhões para US$ 28 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.