Tamanho do texto

Objetivo foi fixado nesta quinta-feira, durante reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan

O Brasil e a Turquia se comprometeram a elevar a corrente de comércio bilateral de US$ 3 bilhões para US$ 10 bilhões por ano. O objetivo foi fixado nesta quinta-feira, durante reunião entre a presidente Dilma Rousseff e o primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan.

MaisGE planeja investimento de US$ 900 milhões em inovação na Turquia

No encontro, que foi realizado à margem da Conferência Rio+20, falou-se também do interesse da Turquia em participar do projeto de construção do trem-bala no Brasil e na experiência turca na construção de moradias populares. A conversa também girou em torno de cooperação nos setores de defesa, gás natural e petróleo.

"Se falou bastante em cooperação em infraestrutura", comentou o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, após a reunião. Brasil e Turquia também trabalham para estreitar suas relações políticas. Ambos negociaram um acordo com o Irã sobre o programa nuclear do país persa durante o governo Luiz Inácio Lula da Silva, por exemplo. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.