Tamanho do texto

Indicador usado como referência para reajuste de contratos do aluguel acumula alta de 3,16% no ano e de 5,11% em 12 meses

A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) desacelerou para 0,63% na segunda prévia de junho, de 0,68% na primeira prévia, de acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV). No mesmo período de maio, a taxa foi de 1%. O indicador é usado como referência para o reajuste de contratos, como os de aluguel. O IGP-M acumula alta de 3,16% no ano e de 5,11% em 12 meses.

LeiaIGP-M desacelera para 0,68% na 1ª prévia de junho, aponta FGV

Entre os componentes do indicador, o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 0,65%, variação pouco maior que a de 0,64% na primeira prévia, mas bem abaixo da taxa de 1,24% observada no mesmo período em maio. O IPA responde por 60% da inflação do IGP-M. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) - com contribuição de 30% para o indicador geral - registrou variação de 0,14% na segunda prévia do mês, de 0,19% na primeira e 0,41% no mesmo período do mês anterior.

MaisProjeções da Focus para IGPs em 2012 têm recuo

Já o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) apresentou, na segunda prévia de junho, variação de 1,58%, ante 1,99% na primeira e 0,81% no mesmo intervalo em maio. O item relativo a materiais, equipamentos e serviços registrou variação de 0,31%. No mês anterior, a taxa havia sido de 0,38%. O custo da mão de obra subiu 2,81%, ante 1,23% em maio. A segunda prévia de junho do IGP-M compreende o intervalo entre os dias 21 de maio e 10 de junho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.