Tamanho do texto

De acordo com a pesquisa semanal, estimativa para o patamar da taxa básica de juros caiu de 8% para 7,50%; analistas preveem que cortes do Copom não devem terminar em julho

Analistas revisaram o cenário para a taxa básica de juros (Selic) nos próximos meses e passaram a prever que os cortes promovidos pelo Comitê de Política Monetária (Copom) não devem mais terminar em julho. De acordo com a pesquisa semanal Focus realizada pelo Banco Central e divulgada nesta segunda-feira, a previsão para o patamar da taxa Selic no fim de 2012 caiu de 8% para 7,50%. 

LeiaMercado reduz projeção e prevê que economia crescerá 2,3% em 2012

Há um mês, o mercado esperava 8%. No grupo dos analistas que mais acertam as estimativas no levantamento do BC, o chamado Top 5, a previsão também caiu e passou de 7,75% para iguais 7,50%. De acordo com a pesquisa, o juro cairá 0,50 ponto porcentual na reunião marcada para julho, para 8%. Para os analistas, o ciclo termina na reunião seguinte, de agosto, quando o juro básico deve recuar novamente 0,50 ponto, para 7,50%.

Dessa maneira, o mercado prevê que o movimento de redução de juro deve durar 12 meses, já que os atuais cortes começaram em agosto de 2011 e seguem de maneira contínua desde então. Para 2013, prevalece a previsão de que a taxa de juros voltaria a subir e deve terminar o próximo ano em 9%, mesma previsão feita na semana passada. Há um mês, analistas trabalhavam com a chance de alta até 9,75%.

TambémIPCA para 2012 cai para 5%, segundo Focus

No chamado Top 5, a previsão é a mesma: juro de 9% ao final do ano que vem. Com a queda da previsão para o fim do ano, a estimativa para o juro médio no decorrer de 2012 recuou de 8,72% para 8,53%. Para 2013, foi reduzida a previsão de Selic média de 8,50% para 8,21%. Quatro pesquisas antes, analistas esperavam juro médio de 8,72% em 2012 e de 9,23% no ano que vem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.