Tamanho do texto

Queda foi devida, principalmente, ao declínio de 4,3% nos preços de energia, o maior recuo desde março de 2009, segundo Departamento do Trabalho americano

Os preços ao produtor nos Estados Unidos caíram fortemente em maio, na medida em que os custos com energia tiveram a maior queda em mais de três anos, um sinal de diminuição das pressões inflacionárias, o que pode dar ao Federal Reserve (banco central norte-americano) mais espaço para ajudar a economia se o crescimento enfraquecer.

O Departamento do Trabalho informou nesta quarta-feira que o índice de preços ao produtor sazonalmente ajustado caiu 1,0% no mês passado.

VejaVendas no varejo caem 0,2% em maio nos EUA

A queda foi devida, principalmente, ao declínio de 4,3% nos preços de energia, o maior recuo desde março de 2009.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os preços nas fazendas, fábricas e refinarias cedessem 0,6% em maio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.