Tamanho do texto

Redução da aceleração dos preços apurada pelo departamento de estatísticas chinês foi maior do que a esperada

A inflação anual da China desacelerou a 3% em maio, uma redução maior que o esperado, dois dias depois de o Banco Popular ter reduzido as taxas de juros pela primeira vez desde 2008.

Veja também:  Banco Central da China corta taxas básicas de juros

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), principal indicador da inflação, caiu para 3% ao ano no último mês, enquanto os valores da produção industrial sofreram redução de 1,4%, anunciou neste sábado o Birô Nacional de Estatísticas (BNE), segundo recolhe a agência oficial "Xinhua".

Corte de juros na China pode ter impacto positivo para o Brasil

Índice de Serviços da China cai pelo 2º mês consecutivo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.