Tamanho do texto

Redução resultou no principal impacto negativo na inflação de 0,36% apurada pelo IPCA do mês, segundo o IBGE

As tarifas de passagens aéreas apresentaram redução de 10,85% em maio, o que resultou no principal impacto negativo na inflação de 0,36% apurada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do mês, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nesta quarta-feira.

Inflação oficial para maio é a menor em cinco anos, aponta IBGE

A contribuição do item foi de -0,06 ponto porcentual em maio, o que ajudou também para a deflação no grupo Transportes, com variação de -0,58% em maio após uma alta de 0,10% em abril.

Além das passagens aéreas, outros itens com significativa redução de preços foram os automóveis usados (de 0,38% em abril para -1,40% em maio), o etanol (de 0,81% para -1,34%) e a gasolina (de -0,27% para -0,52%).

Na direção oposta, ficaram mais caros o seguro voluntário para veículo (de 1,14% para 1,67%) e o táxi (1,44% para 1,16%).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.