Tamanho do texto

Decisão tomada para acelerar a economia em meio à crise internacional dispara gatilho que altera o rendimento dos novos depósitos da caderneta de poupança para 70% da Selic

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) anunciou na noite desta quarta-feira a redução da taxa básica de juros (Selic) de 9% para 8,5%.  Além de ser a menor taxa de toda a história, ela acionará as mudanças na remuneração da poupança anunciadas pelo governo no início deste mês.

Comparativo:  Veja se seu fundo de investimento vai perder para a poupança

Com a decisão, a autoridade monetária diminui o ritmo de queda do juro básico da economia ocorrido na reunião da instituição de abril, quando foi feita uma redução de 0,75 ponto porcentual. A decisão confirmou a previsão da ampla maioria dos analistas financeiros. 

Comunicado da reunião

"O Copom considera que, neste momento, permanecem limitados os riscos para a trajetória da inflação. O Comitê nota ainda que, até agora, dada a fragilidade da economia global, a contribuição do setor externo tem sido desinflacionária", afirmou o Copom, repetindo o mesmo teor do comunicado da reunião anterior.

Lentidão no PIB:  Brasil cresceu 0,3% a 0,5% no 1º trimestre, mas já acelera

Voto dos diretores

Votaram pela redução da taxa Selic para 8,50% os seguintes membros do Comitê: Alexandre Antonio Tombini, Presidente, Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, Luiz Awazu Pereira da Silva e Sidnei Corrêa Marques”. É a primeira vez que o Copom divulgou os votos de cada um dos diretores, antes informava apenas o placar da votação. A novidade está em conformidade com a Lei de Acesso à Informação, que entrou em vigor este mês.

A próxima reunião do Copom está marcada para os dias 10 e 11 de julho. A ata da reunião desta quarta-feira será divulgada pelo BC na sexta-feira da próxima semana, dia 8 de junho.

Rendimento da poupança

Com a redução anunciada pelo Banco Central , é acionado o  gatilho criado pelo gover no para a caderneta de poupança: c om Selic igual ou menor que 8,5%, o rendimento da poupança passa a ser de 70% da Selic mais Taxa Referencial.

Isto significa que os depositantes vão passar a receber 5,95% ao ano de remuneração. Pela regra antiga, a remuneração anual é 6,17%. Ou seja, os depósitos feitos até esta quarta-feira vão ter remuneração maior do que as novas aplicações. Aqueles realizados a partir desta quinta-feira serão remunerados de acordo com as novas regras.

Vale lembrar que as contas abertas e os depósitos feitos nos dias 29, 30 e 31 têm como data de aniversário o dia 1º do mês seguinte. Portanto, depósitos efetuados na quinta-feira, por exemplo, terão a remuneração creditada na conta no dia 1º de julho. A caderneta de poupança não tem taxa de administração e é isenta de Imposto de Renda.

Entenda: Poupança continua atraente, dizem especialistas

Poder Econômico:  Mudança está por trás da guerra pela redução dos juros bancários

Redução contínua

A taxa de juros atingiu seu menor valor nominal na história recente do país (em %)

Gerando gráfico...
Fonte: Becen

Íntegra do comunicado do Copom

" Copom reduz taxa Selic 8,5% ao ano

O Copom considera que, neste momento, permanecem limitados os riscos para a trajetória da inflação. O Comitê nota ainda que, até agora, dada a fragilidade da economia global, a contribuição do setor externo tem sido desinflacionária.

Diante disso, dando seguimento ao processo de ajuste das condições monetárias, o Copom decidiu reduzir a taxa Selic para 8,50% a.a., sem viés.

Votaram pela redução da taxa Selic para 8,50% os seguintes membros do Comitê: Alexandre Antonio Tombini, Presidente, Aldo Luiz Mendes, Altamir Lopes, Anthero de Moraes Meirelles, Carlos Hamilton Vasconcelos Araújo, Luiz Awazu Pereira da Silva e Sidnei Corrêa Marques. "

(Com Agência Brasil e Agência Estado) 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.