Tamanho do texto

Número atual de empregados gira em torno de 7 mil e pode ser reduzido pela metade

A Panasonic analisa demitir funcionários em sua sede de Osaka, no Japão, como forma de tentar racionalizar o seu negócio, depois de anunciar uma perda recorde no último ano fiscal, disse hoje uma pessoa familiarizada com o assunto.

Leia também:  Próxima de prejuízo recorde, Panasonic escolhe novo presidente

O número de empregados na sede da gigante eletrônica gira atualmente em torno de 7 mil - e poderia ser reduzido pela metade, afirmou a fonte. Os cortes provavelmente envolverão pacotes de aposentadoria antecipada.

Além disso, algumas pessoas poderão ser transferidas para outros departamentos dentro do grupo Panasonic. Os planos sobre as demissões devem estar concluídos até junho. Já a empresa espera iniciar as negociações com o sindicato em julho, acrescentou a fonte. As informações são da Dow Jones 

(Ricardo Criez)