Tamanho do texto

Siderúrgica aumenta o volume de vendas de aço entre janeiro e março, mas começa o ano no vermelho

A Usiminas voltou a apresentarfraco resultado financeiro trimestral, conforme balanço divulgado nestasegunda-feira (23) pela fabricante mineira de aço. A companhia registrou prejuízo líquidode R$ 37 milhões nos três primeiros meses de 2012. O resultado representou umrecuo de 13% sobre o lucro de R$ 77 milhões no último trimestre do ano passado .No primeiro intervalo fiscal de 20011, a empresa havia registrado lucro de R$16 milhões.

O prejuízo não foi compensado pelo aumento nas vendas líquidas da empresa, que entre janeiro e março registraram alta de 10%. A Usiminas vendeu 1,5 milhão de toneladas de aço no período, ante 1,7 milhão produzidas.

Leia também: Primeira a ser privatizada, Usiminas dobrou de tamanho em 20 anos

O desempenho financeiro, segundo a empresa, foi prejudicado por perdas cambiais, provisões de contingências e para perdas nos estoques. “Comparando estes resultados com os do quarto trimestre de 2011, a companhia apresentou evolução, com maior receita líquida (R$ 2,9 bilhões, alta de 2,5%) e maior volume de vendas. Esses resultados nos permitem trabalhar em um patamar mais elevado de produção e com as operações industriais mais estabilizadas”, disse em nota o vice-presidente de finanças e relações com investidores, Ronald Seckelmann.

De acordo com o executivo, o foco da Usiminas será a melhora técnica dos produtos para ampliar o peso das vendas de produtos de maior agregado nos lucros futuros “por meio de um plano industrial focado em melhoria de eficiência e redução de custos operacionais”.

A Usiminas encerrou o primeiro trimestre com investimentos totais de R$ 561 milhões no período, contra R$ 630 milhões no mesmo período de 2011.

Apesar do desempenho em queda, a siderúrgica mantém posição de caixa confortável em pouco mais de R$ 4,8 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.