Tamanho do texto

Lista da Forbes traz o brasileiro atrás apenas de Aloys Wobben, dono da fabricante de turbinas eólicas alemã Enercon. Confira quem são os dez primeiros

Rubens Ometto, controlador da Cosan, passou do quinto lugar para o segundo lugar na lista de bilionários verdes
AE
Rubens Ometto, controlador da Cosan, passou do quinto lugar para o segundo lugar na lista de bilionários verdes
O brasileiro Rubens Ometto, presidente da sucroalcooleira Cosan, é o segundo maior "bilionário verde" do mundo no ranking de 2012 da Forbes. Com uma fortuna estimada em US$ 1,9 bilhão (R$ 3,6 bilhões) pela revista, o executivo subiu três posições em relação à classificação do ano passado e está atrás apenas de Aloys Wooben, da Alemanha, que conquistou o primeiro lugar com a empresa Enercon, fabricante de turbinas eólicas.

Leia também: Rubens Ometto, o bilionário também é assalariado

A lista completa de bilionários verdes tem 1.226 nomes, segundo a Forbes. São pessoas cujas fortunas vieram de empresas de tecnologia limpa ou de energia renovável, ainda que parcialmente. Entre os dez maiores bilionários verdes do mundo, Ometto é o único representante da América Latina. Além disso, sua fonte de riqueza verde, a Cosan, é a única companhia sucroalcooleira, produtora de açúcar e etanol, entre as dez primeiras.

Veja também:  Os bilionários solteiros mais cobiçados do mundo

Brasil bate recorde e tem 36 bilionários na lista da Forbes

Os maiores bilionários verdes do mundo

Nome (país) - fortuna* - "Fonte da riqueza verde" - valor da empresa*

1) Aloys Wobben (Alemanha) - US$ 2,3 bilhões - Enercon (turbinas eólicas) - US$ 2,3 bilhões

2) Rubens Ometto (Brasil) - US$ 1,9 billhão - Cosan (sucroalcooleira) - US$ 2,7 billhões

3) Zhu Gongshan (China) - US$ 1,4 bilhão - GCL Poly Energy (solar) - US$1,7 bilhão

4) Elon Musk (EUA) - US$ 1,2 bilhão - Tesla, Solar City - US$ 2 bilhões

5) Fan Zhaoxia (China) - US$1 bilhão - Beijing Jing (tecnologia solar) - US$ 1 bilhão

6) Christy Walton (EUA) - US$ 570 milhões - First Solar - US$ 24,8 bilhões

7) Adi Godrej (India) - US$ 480 milhões - preservação ambiental - US$ 2,9 bilhões

8) Jamshyd Godrej (India) - US$ 480 millhões - preservação ambiental  - US$ 2,9 bilhões

9) Vinod Khosla (EUA) US$ 350 milhões - Kior, Amyris, startups - US$ 1,3 bilhão

10) Rishad Naoroji (India) - US$ 240 milhões  - preservação ambiental - US$ 1,4 bilhão

*Os valores são baseados nos preços das ações das companhias em 18 de abril ou são uma estimativa da Forbes

Leia ainda: Brasil vai dobrar produção de etanol em dez anos, diz Ometto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.