Tamanho do texto

Europeus precisam de "corajosas reformas estruturais" para voltar ao crescimento, afirma o painel administrativo do fundo

A Europa foi colocada sob pressão neste sábado por outras potências mundiais para fazer mais para consertar sua endividada economia, que ainda ameaça abalar a frágil recuperação da economia global.

Veja também: Para Mantega, compromisso do FMI com reformas está 'do jeito que queremos'

O painel administrativo do Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que a zona do euro precisa tomar mais ações para colocar sua dívida sob controle, garantir estabilidade do seu sistema bancário e fazer "corajosas reformas estruturais" para voltar ao crescimento.

A declaração feita pelo painel não mencionou nenhuma outra economia desenvolvida pelo nome. Ela disse que as economias avançadas precisam, em geral, apertar seus orçamentos mas não excessivamente.

O painel se encontrou um dia após economias líderes concordarem em aumentar os cofres do FMI para ajudar a conter a crise da dívida soberana da zona do euro.

Leia mais: Mantega critica "reticência" europeia em revisar cotas de poder no FMI

Mantega diz que Brasil pode recorrer a controles de capital

Espanha avalia ideia de criar um 'banco ruim', diz agência

VEJA MAIS SOBRE A REUNIÃO DO FMI:

Ministro espanhol nega intenção de criar 'banco ruim'

Pacote para crise europeia é 'formidável', diz OCDE

Recessão em Portugal pode estar recuando, diz ministro

Pacote para crise europeia é 'formidável', diz OCDE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.