Tamanho do texto

País vai receber R$ 150 mil para realizar seminários com o objetivo de formar profissionais no combate ao crime

O Departamento de Estado dos Estados Unidos anunciou nesta quinta-feira que destinará US$ 2,6 milhões para doze projetos de combate à pirataria intelectual em vários países do mundo, entre eles Brasil, México, Colômbia e Chile.

O Brasil receberá US$ 150,644 mil para realizar seminários que formem profissionais na área. O investimento na Colômbia será de US$ 70 mil, destinados para o aperfeiçoamento da atuação da polícia no combate aos crimes relacionados aos direitos de propriedade intelectual.

O governo do México receberá US$ 438,814 mil para reforçar a atuação em relação aos crimes digitais. No Chile, serão investidos US$ 100 mil para a formação de juízes especializados no setor e para a elaboração de um "livro de jurisprudência na matéria", afirmou o Departamento de Estado.

Os fundos, procedentes do financiamento de programas contra o crime, também beneficiarão países da África, Ásia e Turquia. EFE llb/dk

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.