Tamanho do texto

Mariano Rajoy chega ao México nesta terça-feira para participar do Fórum Econômico Mundial sobre América Latina

O primeiro-ministro da Espanha, Mariano Rajoy, inicia nesta terça-feira no México sua primeira visita oficial à América Latina e tentará obter apoio perante a decisão argentina de expropriar as ações da Repsol na petrolífera YPF, medida a que seu Governo anunciou que responderá de forma "contundente".

Leia também: - Argentina decide nacionalizar YPF e estremece relação com Espanha
- No mesmo dia, Argentina suspende registro da Bunge

Seu primeiro destino será Puerto Vallarta, cidade que sediará o Fórum Econômico Mundial sobre América Latina e onde se encontrará com o presidente mexicano, Felipe Calderón, que nesta segunda-feira fez votos para que o Governo de Cristina Kirchner retifique uma iniciativa que segundo sua opinião é "muito pouco responsável e pouco racional".

O Executivo espanhol tachou a decisão de "arbitrária" e anunciou que adotará medidas "claras e contundentes" em defesa dos interesses da Repsol e de todas as empresas espanholas no exterior. Em seu discurso no fórum, Rajoy defenderá os ajustes e as reformas iniciadas na Espanha para lutar contra a crise e o déficit, medidas que não conseguem acalmar os mercados.

Além do encontro com Calderón, o premiê espanhol deverá reunir-se no México com os três principais candidatos nas eleições presidenciais que serão celebradas em 1º de julho: Enrique Peña Nieto, Josefina Vázquez Mota e Andrés Manuel López Obrador.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.