Tamanho do texto

Segundo porta-voz europeu de comércio, ação enviaria sinal muito negativo a investidores nacionais e internacionais

A Comissão Europeia advertiu nesta segunda-feira ao governo da Argentina que a desapropriação de 51% do capital social da petrolífera YPF pode prejudicar seriamente o clima de negócios no país. "Uma desapropriação por parte do governo argentino enviaria um sinal muito negativo a investidores nacionais e internacionais", disse o porta-voz europeu de comércio, John Clancy.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.