Tamanho do texto

Na campanha “Criar emprego para os EUA”, cafeteria arrecada dinheiro com venda de pulseiras para financiar pequenas empresas do país

Ao lado dos caixas das cafeterias Starbucks em diversos locais dos Estados Unidos estão dispostas pulseirinhas presas em um cartão com a frase: “Vamos criar empregos para os EUA”. Cada uma custa aos clientes US$ 5, pouco menos de R$ 10, dinheiro que, segundo a rede de cafeterias, será usado para financiar pequenas empresas norte-americanas.

Pulseiras são vendidas a cerca de R$ 10. Para cada US$ 3 mil arrecadados, um emprego é criado ou mantido nos EUA, diz a Starbucks
ig
Pulseiras são vendidas a cerca de R$ 10. Para cada US$ 3 mil arrecadados, um emprego é criado ou mantido nos EUA, diz a Starbucks
A campanha é da própria Starbucks, que doou US$ 5 milhões para pequenos negócios no país e, em seguida, em outubro do ano passado, começou a arrecadar dinheiro de seus clientes.

A ideia da cafeteria é a de que as pequenas empresas são grandes responsáveis pela geração de empregos, portanto, ao ajudá-las, serão criados novas vagas.

Citando dados oficiais norte-americanos, a Starbucks afirma no site que criou para a campanha, intitulada “Criar emprego para os EUA” (“Create Jobs for USA”), que 9,1% da força de trabalho norte-americana está desempregada atualmente e que mais de 65% das novas vagas nos últimos 15 anos foram criadas por negócios menores.

Leia mais: Presidente da Starbucks conclama greve dos EUA contra políticos
Polícia retira manifestantes do Ocupe Wall Street de praça em NY

Todo o dinheiro arrecadado será emprestado para empresas e organizações sem fins lucrativos de comunidade carentes nos Estados Unidos. Nos cálculos da Starbucks, para cada US$ 3 mil doados, um emprego é criado ou mantido no país.

Em entrevista à imprensa norte-americana, Howard Schultz, fundador e presidente-executivo da Starbucks afirmou que as empresas de pequeno porte são “a força vital de criação de empregos nos Estados Unidos”. “Não podemos esperar Washington agir,” disse.

Veja também:  Desemprego nos EUA é o menor em quase três anos
Senado dos EUA aprova cortes de impostos sobre salários
Obama pedirá novo aumento do teto da dívida dos EUA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.