Tamanho do texto

A chinesa ZTE vai fabricar no Brasil, pela primeira vez, telefones celulares com marca própria. Para isso, firmou com a TIM um acordo de exclusividade na distribuição de dois modelos para a rede de segunda geração (2G).

Até o final do ano, a ZTE lançará modelos capazes de funcionar na rede 3G, mas o contrato para venda desses aparelhos no País não foi assinado com TIM.

A empresa já produzia terminais móveis no Brasil, por meio de uma parceria com a fabricante de eletrônicos Evadin, mas os aparelhos vinham com a marca Aiko. Os celulares com o logotipo da ZTE serão fabricados pela canadense Celestica, com fábrica na região de Campinas(SP), de acordo com o principal executivo da ZTE do Brasil, Eliandro Ávila, que não abre quanto foi investido para viabilizar a produção.

São dois os modelos de celulares 2G que a ZTE distribuirá à TIM a partir de outubro. Todos têm câmera digital embutida e um deles terá tela sensível ao toque com 2,4 polegadas e memória interna de 8MB. A decisão de fabricar os terminais na tecnologia 2G, de acordo com Ávila, partiu da operadora. Segundo o executivo, a ZTE deve atingir, neste ano, mais de 2 milhões de unidades produzidas no Brasil, entre modems, minimodems USB e aparelhos celulares.