Tamanho do texto

Região teve perdas de 5,1 bilhões de euros em abril, após ter apresentado superávit de 1,5 bilhão de euros em março

A conta corrente da zona do euro (que reúne os 16 países que adotam o euro como moeda) registrou um déficit de 5,1 bilhões de euros (US$ 6,2 bilhões) em abril, após ter apresentado um superávit de 1,5 bilhão de euros em março. Segundo informou hoje o Banco Central Europeu (BCE), as exportações caíram para 124,5 bilhões de euros em abril, em termos sazonalmente ajustados, ante os 126,5 bilhões de euros em março. Este foi o primeiro declínio desde agosto do ano passado. As exportações vinham se recuperando gradualmente durante os últimos 15 meses, depois da forte queda vista logo após o início da crise financeira, em 2008.

Já a importações ficaram praticamente inalteradas em 123,2 bilhões de euros em abril, resultando em um recuo no superávit comercial de 3,4 bilhões de euros em março para 1,3 bilhão de euros em abril. O déficit sobre transferências financeiras correntes se ampliou de 5,5 bilhões de euros para 7,3 bilhões de euros, na mesma comparação.

Durante os últimos 12 meses, a zona do euro acumulou déficit em conta corrente de 32,3 bilhões de euros - cerca de 0,4% do Produto Interno Bruto (PIB) da região. O resultado é bem menor que o déficit de 153,8 bilhões de euros registrado um ano antes. Apesar dos problemas com as finanças de alguns governos da zona do euro, a região atraiu fluxos positivos líquidos de 38 bilhões de euros em títulos de dívida em abril, que foram apenas parcialmente contrabalançados por 8,1 bilhões de euros em fluxos negativos líquidos dos mercados de ações regionais. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.