BRUXELAS (Reuters) - A zona do euro está dividida sobre a taxa de juros que deve cobrar da Grécia se o país pedir empréstimos de emergência, com a Alemanha e a Holanda defendendo juros mais altos para prevenir o risco moral, disse uma fonte do bloco.

"Há a questão da taxa de juros", disse a fonte, que se negou a fornecer números exatos em discussão.

BRUXELAS (Reuters) - A zona do euro está dividida sobre a taxa de juros que deve cobrar da Grécia se o país pedir empréstimos de emergência, com a Alemanha e a Holanda defendendo juros mais altos para prevenir o risco moral, disse uma fonte do bloco.

"Há a questão da taxa de juros", disse a fonte, que se negou a fornecer números exatos em discussão.

"É tudo uma questão de risco moral -- como prevenir um risco moral. Cobrando taxas muito baixas você pode ser entendido como se estivesse encorajando tal comportamento", disse a fonte.

Uma matéria do jornal britânico Financial Times disse nesta quarta-feira que a Alemanha quer emprestar à Grécia com juros de 6 a 6,5 por cento, enquanto o resto da zona do euro está disposto a aceitar uma taxa entre 4 e 4,5 por cento.

A fonte disse que as discussões são teóricas porque é improvável que a Grécia use o mecanismo de ajuda de emergência aprovado por líderes da zona do euro em março.

(Reportagem de Jan Strupczewski)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.