Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Yahoo reformula venda de anúncios

O Yahoo anunciou na quarta-feira os detalhes do seu sistema de compra e venda de anúncios online, com o objetivo de dominar o mercado deste tipo de anúncios da mesma forma que o Google domina o mercado de busca. A nova plataforma, chamada APT, permitirá que editoras de sites e anunciantes administrem os anúncios publicados nos sites de centenas de jornais de todo o país, bem como nos sites do Yahoo e em grandes sites como eBay e WebMD.

Agência Estado |

Em um evento realizado na Semana da Publicidade, em Nova York, os executivos informaram que, até o final do ano, os cerca de 800 membros do consórcio de jornais do Yahoo passarão a utilizar o sistema, anteriormente conhecido como AMP. Para os anunciantes, este novo sistema simplificará a compra de anúncios (que incluem texto, logos, fotografias ou outras imagens e mapas). Atualmente, os anunciantes compram a publicidade de cada site, ou utilizam redes de anúncios, e nem sempre conseguem controlar onde seus anúncios aparecem.

Se a plataforma funcionar como o Yahoo promete, os jornais poderão ganhar mais dinheiro com publicidade online. Os anunciantes nacionais não querem fazer centenas de pequenas compras, e a plataforma fará com que eles possam usar o espaço destinado à publicidade nos sites dos jornais que fazem parte do sistema, mediante uma única compra nacional.

Também permitirá que os editores se beneficiem da capacidade de o Yahoo atingir o público-alvo nos anúncios em seus sites e das informações demográficas e de comportamento dos usuários de que o Yahoo dispõe. Isso "nos permitirá cobrar mais" pelo espaço publicitário, disse no evento William Dean Singleton, diretor-executivo do MediaNews Group.

Os editores também poderão permitir que o Yahoo ou outros jornais vendam seu espaço publicitário quando conseguirem mais que um preço mínimo. Por exemplo, se um editor sabe que sua força de vendas podem ganhar US$ 1 para cada mil impressões de certo anúncio, poderá permitir que seus parceiros o vendam quando conseguirem US$ 1,25 ou mais.

Publicações como The San Jose Mercury e The San Francisco Chronicle testaram o sistema, e os próximos usuários serão a Cox Newspapers, o MediaNews Group e a Scripps Newspapers. Em 2009, a Yahoo oferecerá a plataforma APT a anunciantes, agências e redes de publicidade. "A questão será implantar um sistema de grande escala - conseguirão convencer anunciantes, editores e agências de que esta é a maneira melhor de operar?" disse Benjamin Schachter, analista da UBS Securities. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG