Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Yahoo! anuncia prejuízo de US$ 303,4 mi no 4tri08

O Yahoo! saiu de lucro para prejuízo líquido de US$ 303,4 milhões (US$ 0,22 por ação) no quarto trimestre de 2008. No mesmo período do ano anterior, a companhia havia tido lucro de US$ 205,7 milhões (US$ 0,15 por ação).

Agência Estado |

A gigante da internet informou que a receita do trimestre caiu 2%, para US$ 1,38 bilhão. Mas os resultados vieram melhores do que o esperado e, no after-hours, as ações da companhia subiam 3,97%, para US$ 11,79, na Nasdaq.

A companhia afirmou que teve mais de US$ 600 milhões em despesas extraordinárias no período e que a receita foi afetada negativamente pela queda das vendas internacionais. As receitas internacionais caíram 10%, enquanto nos EUA subiram 2%. Excluindo os itens especiais, a empresa teve lucro de US$ 0,17 por ação.

Com isso, os resultados foram melhores do que se esperava. Os analistas ouvidos pela Thomson Reuters projetavam lucro de US$ 0,13 por ação e receita de US$ 1,37 bilhão. Além disso, a estimativa da empresa para receita entre US$ 1,53 bilhão e US$ 1,73 bilhão no primeiro trimestre deste ano ficou em linha com as expectativas dos analistas.

No quarto trimestre, o Yahoo! registrou US$ 108 milhões em despesas com reestruturação, US$ 488 milhões em encargos relacionados a suas operações internacionais e US$ 7 milhões em gastos para pagar consultores contratados para as negociações com a Microsoft e o Google.

No início deste mês, o Yahoo! nomeou Carol Bartz como executiva-chefe da empresa, no lugar de Jerry Yang, em uma tentativa de impulsionar uma recuperação em meio à crise econômica global.

A companhia, que tem tido dificuldades para competir com o Google por causa de sua exposição ao mercado decadente de anúncios em display, já cortou sua força de trabalho em 10% e instituiu congelamento de salários para conter os custos. A empresa também espera aumentar a receita no segmento de anúncios em páginas de busca e em outros setores de publicidade. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG