Windows Live cola no sucesso do MSN Por Juliana Rocha São Paulo, 26 (AE) - Está com os dias contados o entra-e-sai em diferentes sites para atualizar os amigos sobre seus movimentos online. Ao menos esta é a ambição da Microsoft ao atualizar os serviços online reunidos sob o nome de Windows Live.

Para tentar atrair para seu universo internautas 2.0 - que postam conteúdo em redes sociais, blogs e álbuns virtuais e com frequência preferem serviços rivais como Flickr, Picasa, Blogger, etc. - a Microsoft busca associar suas ferramentas de colaboração ao Messenger, vulgo MSN, com cerca de 40 milhões de usuários no País.

Com o novo Windows Live, mudanças em seu blog ou álbum virtual de fotos podem ser reunidas em uma página de perfil e todos os seus amigos serão avisados sobre elas pelo Messenger. As novidades estarão disponíveis para todos os usuários do MSN até o fim de dezembro, mas o Link já testou a versão beta (fase de testes).

VOCÊ JÁ TEM LOGIN - Se você nunca ouviu falar - ou entrou no Windows Live - espante-se. Porque você já tem um login por lá. É o mesmo usado para o Messenger. Ao visitar sua página na versão atualizada do espaço virtual da Microsoft, encontrará o Spaces - espaço para publicar informações e gostos pessoais como em outras redes sociais.

Também terá um blog e um álbum virtual, nos moldes de serviços como Blogger e Picasa, o serviço de armazenagem online SkyDrive e um agregador de feeds (RSS).

Outra ferramenta interessante permite criar eventos em um calendário e enviar convites para os amigos, que podem confirmar presença por meio da mesma interface (veja mais no quadro).

A experiência de uso do Windows Live, que ganhou menus mais limpos e telas com cores em dégradé, mescla aspectos das páginas personalizáveis iGoogle e MyYahoo com as de redes sociais como o MySpace. Há tanto um widget do Hotmail, para mostrar rapidamente novas mensagens de correio, quanto a possibilidade de personalização.

Mas, ao contrário das outras opções, centradas exclusivamente em aplicativos da web, o Windows Live tem uma série de programas que você pode baixar - e com isso ganhar atalhos e outras funções em seu desktop. É o caso do próprio Messenger, transformado em vitrine pela Microsoft.

IMPORTAR CONTEÚDO - Se você já tiver conteúdo postado em outros serviços online, não precisará começar do zero para rechear seu Windows Live. Ele suporta RSS padrão e, portanto, permite que sejam incluídas automaticamente em seu perfil todas as suas invenções postadas em outros endereços. Além disso, graças à integração com o Messenger, esses mesmos feeds serão exibidos aos seus amigos.

MAIS OU MENOS PRIVACIDADE - Por padrão, os alertas são enviados a todos os contatos, e seu perfil fica visível a qualquer pessoa da internet. Mas, se preferir, é possível alterar as configurações para aumentar sua privacidade.

Camila Alves, gerente de uma loja de roupas femininas, gostou dos novos serviços. Ela baixou a última versão do Messenger há duas semanas e, então, tomou conhecimento sobre as atualizações no Windows Live. "Tenho 110 contatos no Messenger e a maioria tem perfis em outros sites", diz. "Acredito que essa integração fará com que migrem definitivamente para o Windows Live."
Já a designer de jóias Nana Haynes discorda. Ativa tanto no Windows Live como em grupos de discussão sobre tecnologias verdes e blogs em diferentes serviços de hospedagem, ela baixou o novo Messenger e se decepcionou. "A princípio pareceu ótimo. Mas o programa acabou se mostrando muito pesado", conta. "Não gostei das mudanças de visual e acredito que quem já tem uma vida online em outros endereços prefira continuar assim."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.