SÃO PAULO - A Usiminas anunciou hoje a troca no comando da empresa, com a saída do presidente executivo, Marco Antônio Castello Branco, que será substituído por Wilson Brumer, que ocupa atualmente o posto de presidente do Conselho de Administração da produtora de aços planos. Castello Branco ficará no posto até o dia 30 deste mês.

SÃO PAULO - A Usiminas anunciou hoje a troca no comando da empresa, com a saída do presidente executivo, Marco Antônio Castello Branco, que será substituído por Wilson Brumer, que ocupa atualmente o posto de presidente do Conselho de Administração da produtora de aços planos. Castello Branco ficará no posto até o dia 30 deste mês. A presidência do Conselho, por sua vez, será ocupada por Israel Vainboim, que vinha participando dos Conselhos de Administração de diversas empresas, como Itaú Unibanco, Souza Cruz e Embraer. Durante o anúncio das mudanças na direção, Castello Branco reconheceu que as divergências geradas durante o processo de reestruturação implantado em sua gestão - que incluiu corte de custos - pesaram na decisão dos acionistas controladores de trocar o comando da siderúrgica. "Todas as mudanças têm um custo político. Não abri mão de fazer as alterações necessárias e assumi os riscos políticos disso."De acordo com ele, a Usiminas não pode ser afetada pelo desgaste que ocorreu por sua maneira de gerir o negócio. O executivo, no entanto, deixou claro que está cumprindo o prazo de seu mandato. Segundo Brumer, a principal mudança será no perfil de gestão da empresa."Gosto do diálogo. Sou mais mineiro do que o Marco", disse o executivo, acrescentando que ainda é cedo sobre outras mudanças na diretoria. Brumer afirmou ainda que vai buscar mais"paz e serenidade"no processo de reestruturação da empresa, diante das tensões entre os funcionários da siderúrgica com as medidas estabelecidas durante o mandato de Castello Branco, entre elas, um programa de demissão voluntária. (Eduardo Laguna | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.