Tamanho do texto

A corrupção continua sendo um problema grave na China, admitiu o primeiro-ministro Wen Jiabao na sessão de abertura da sessão parlamentar anual, e se comprometeu a uma maior vigilância nos investimentos previstos no plano de estímulo econômico.

"A corrupção continua sendo um problema grave em algumas localidades e regiões (...). O governo não tolera nunca que uma organização ou um indivíduo se aproveite, a título pessoal, de uma forte alta dos gastos públicos", declarou.

"Como os projetos de investimento financiados pelo governo são numerosos este ano, precisaremos vigiar para ter um controle rigoroso. Paralelamente, teremos que evitar a elaboração de projetos prejudiciais, destinados apenas a cuidar da imagem da administração ou a exaltar seus êxitos sem relação com a realidade", acrescentou.

A luta contra a corrupção é encarada como uma prioridade na China há vários anos. O presidente, Hu Jintao, repetiu diversas vezes que a corrupção é uma das principais ameaças para a legitimidade do Partido Comunista.

kma/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.