Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Webjet deve adiar recebimento de quatro Boeing 737-300

RIO - O presidente da Webjet Linhas Aéreas, Paulo Enrique Coco, afirmou hoje que a companhia irá esperar até março de 2009 para definir o calendário de recebimento dos quatro novos Boeing 737-300 que elevarão sua frota para 15 aeronaves. Segundo ele, a tendência é adiar o recebimento para o segundo semestre do ano que vem.

Valor Online |

Para o presidente do conselho do grupo CVC, controlador da Webjet, Guilherme Paulus, há planos para a companhia iniciar vôos para Buenos Aires em julho, com uma freqüência diária, porém a decisão de expandir a frota dependerá do desenrolar da crise financeira, que, segundo ele, não afetou a empresa até o momento.

"É difícil falar da crise porque ela não chegou no nosso setor. Claro que estamos atentos a ela, mas só vamos ter os reflexos a partir de março, quando começa a baixa temporada, porque na alta não fomos afetados em nada", revelou Paulus, que participa de seminário sobre aviação civil, na sede da Confederação Nacional do Comércio (CFC), no Rio.

De acordo com o presidente do conselho, a operadora de turismo teve, ao longo de 2008, crescimento médio de 35%, sendo que nos primeiros dias de dezembro a alta no volume de negócios foi de 46% frente a igual período de 2007.

Já o presidente da Webjet afirmou que a companhia aguarda a decisão final da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) sobre a abertura do Aeroporto Santos Dumont, no Rio, para vôos que não sejam regionais, táxi-aéreo ou da ponte aérea Rio-São Paulo. A proposta feita pelo órgão regulador, de abrir o aeroporto para vôos de carreira para outros estados, é combatida pelo governo fluminense, que deseja manter essas freqüências restritas ao Galeão. A decisão da Anac deve sair no começo do ano que vem.

A empresa conseguiu autorização prévia da agência para concorrer a espaços para freqüências entre o Rio e as cidades de Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Belo Horizonte e Brasília, caso a abertura do Santos Dumont seja confirmada. Coco explicou que o objetivo da empresa é fazer vôos diretos para essas cidades.

"Nossos aviões são adequados para esse tipo de ligação direta. Eles operam muito bem no Santos Dumont", destacou o executivo.

(Rafael Rosas | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG