Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Washington Mutual é fechado na maior falência de banco nos EUA

O Washington Mutual (WaMu) foi fechado ontem pelo governo dos Estados Unidos na maior falência de um banco na história do país, e seus ativos bancários foram vendidos por US$ 1,9 bilhão de dólares ao JP Morgan Chase. A medida ocorre depois que a instituição sofreu saques de US$ 16,7 bilhões desde 15 de setembro, segundo o Escritório de Supervisão Econômica (OTS, sigla em inglês) dos Estados Unidos.

Agência Estado |

O resgate é mais um passo histórico na limpeza do sistema financeiro dos EUA, afetado com dívidas hipotecárias podres. O WaMu foi entregue ao controle da Agência Federal de Seguradoras de Depósitos (FDIC, na sigla em inglês). Segundo a FDIC, os clientes podem esperar um funcionamento normal na abertura de hoje.

Com o acordo, o JP Morgan Chase vai adquirir a maioria das operações do WaMu, maior instituição de poupança e líder na concessão de empréstimos imobiliários dos Estados Unidos.

O Washington Mutual, com sede em Seattle, estava seriamente comprometido pelo peso das dívidas hipotecárias e vinha lutando para encontrar uma solução para os graves problemas de inadimplência que tem enfrentado. Neste ano, as ações do WaMu já haviam desvalorizado 87% e nesta semana haviam sofrido um rebaixamento em sua classificação de risco pela agência Standard & Poors.

A operação não afetará os depósitos dos clientes do WaMu, segundo fontes do setor. No momento em que a transação foi anunciada, o WaMu tinha mais de US$ 188 bilhões depositados. Agora, segundo o órgão que supervisiona as caixas econômicas do país, a entidade opera com um total de US$ 307 bilhões.

É a segunda vez em cerca de seis meses que o JP Morgan Chase assume o controle de uma instituição financeira em dificuldades por causa da crise provocada pelos empréstimos hipotecários.

O JP Morgan Chase, que também adquiriu em março o banco de investimentos Bear Stearns, informou que venderá cerca de US$ 8 bilhões em ações ordinárias para garantir sua posição no capital da WaMu.

A FDIC informou que, por causa dessa operação, não deverá ser obrigada a recorrer ao fundo de seguros. Havia temores de que a FDIC, que levou um duro golpe após a intervenção no IndyMac Bank, ficaria sem fundos com mais essa operação de resgate de um grande banco americano.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG