Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wal-Mart condenado a pagar US$ 6,5 milhões por negar descanso a empregados

O distribuidor americano Wal-Mart foi condenado por um tribunal de Minnesota a pagar US$ 6,5 milhões em danos e prejuízos por não respeitar o direito de descanso de seus funcionários.

AFP |

Segundo a decisão, que responde a uma ação coletiva de cerca de 56.000 empregados ou ex-empregados do grupo, Wal-Mart privou seus funcionários do período de descanso 1,5 milhões de vezes.

Cada uma dessas infrações pode dar lugar, além disso, a uma multa distinta de até US$ 1.000, o que poderá levar o Wal-Mart a pagar até US$ 1,5 bilhão.

O total da indenização será determinado em outro processo, que deve começar em 28 de outubro.

Leia mais sobre trabalho

Leia tudo sobre: trabalho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG