Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street se recupera no fim do pregão; Dow Jones sobe 2%

SÃO PAULO - Depois de um pregão de forte volatilidade, os principais indicadores acionários das bolsas de Nova York engrenaram uma recuperação na última hora de sessão, para fechar sem rumo único. O Nasdaq Composite, que tem forte presença de empresas de tecnologia, teve queda, mas inferior às baixas recentes.

Redação com agências |

O índice Dow Jones subiu 2%, para 8.691,25 pontos, e o Standard & Poor`s 500 avançou 1,3%, para 908,12 pontos. Já o Nasdaq Composite fechou em baixa de 0,7%, aos 1.603,91 pontos.

O aumento das cotações do petróleo deu ânimo aos negócios, ao promover a valorização das empresas do setor. Exxon Mobil e Chevron saltaram 9% e 8,1%, respectivamente, recompondo as fortes perdas do dia anterior.

Outro papel que recuperou terreno foi o da Boeing. Ontem, as ações da fabricante de aviões recuaram 7,5% e, hoje, subiram 8,4%.

O lucro trimestral de US$ 428 milhões da Dow Chemical ficou acima do esperado e foi bem recebido pelo mercado. Os papéis da empresa fecharam em alta de 10,5%.

Europa

As bolsas da Europa encerraram o dia em direções diferentes. O índice FTSE-100, da Bolsa de Londres, fechou nesta quinta em alta de 1,16%. O CAC-40, de Paris, teve leve alta de 0,38%. Já o DAX, de Frankfurt, caiu 1,12%.

Em Madri, o índice Ibex caiu 2,05% e fechou na mínima do ano, devido a perdas das grandes empresas que têm investimentos na América Latina.

Ásia

As bolsas de valores asiáticas tiveram mais um dia de queda nesta quinta-feira devido ao temor de uma recessão nos países industrializados. Depois de ter caído até 7,59% durante a sessão, a Bolsa de Tóquio conseguiu moderar suas perdas nesta quinta-feira, graças às compras de ações a preços baixos, e fechou em queda de 2,46%.

A moeda japonesa continua em alta, e nesta quinta-feira se situava em torno de 97,65 ienes por dólar e a pelo menos 124 ienes por euro, o que piora as perspectivas de exportações das indústrias nipônicas.

Pior foi o resultado da Bolsa de Seul, cujo principal índice perdeu 7,48% no fechamento. Também fecharam no vermelho Manila (-4,6%), Sydney (-4,4%), Hong Kong (-3,6%), Wellington (-3,18%), Taipei (-2,72%) e Xangai (-1,07).

(Com informações do Valor Onlinem, Agência Estado e Efe)

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: bolsa de valores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG