Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Wall Street reverte ganhos e fecha em queda, preocupada com setor financeiro

SÃO PAULO - Depois de voltar do feriado parecendo mais animadas, as bolsas de valores de Nova York devolveram os ganhos do início do pregão e tornaram a fechar em queda. Nem a queda do petróleo hoje foi capaz de ofuscar as preocupações do mercado com o setor financeiro.

Valor Online |

O Dow Jones Industrial perdeu 0,5%, aos 11.231,96 pontos. O S & P 500 caiu 0,8%, para 1.252,31 pontos. O Nasdaq recuou 0,1%, aos 2.243,32 pontos.

A reviravolta no humor do mercado teve muito a ver com as financiadoras de hipotecas Fannie Mae e Freddie Mac, cujas ações despencaram 16,3% e 17,9%, respectivamente. Analistas do Lehman Brothers soltaram relatório no qual cogitam a possibilidade de as empresas serem forçadas a levantar mais capital para garantir suas operações.

Mesmo sem nada oficial nesse sentido, as ações das financiadoras de hipotecas desabaram e influenciaram negativamente todo o setor financeiro, ainda abalado pela crise originada no colapso das hipotecas de alto risco (subprime). JPMorgan Chase e Bank of America, por exemplo, perderam 3,6% e 3,9%, nessa ordem.

Relatórios de bancos também mexeram com outras ações neste pregão. A recomendação para os papéis da Walt Disney e da farmacêutica Merck & Co foi rebaixada (pelo Lehman e pelo UBS, respectivamente) e caíram 2,7% e 4,8%.

Por outro lado, o Yahoo viu suas ações saltar 12% após a Microsoft anunciar que aceitaria voltar a negociar uma eventual fusão com o Yahoo caso a companhia trocasse toda sua diretoria.

As ações da General Motors fecharam em alta de 1,2% após a imprensa publicar notícias de que a montadora estaria preparando uma nova rodada de cortes de pessoal nas áreas administrativas e estuda a possibilidade de desfazer-se de outras marcas de veículos além da Hummer.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG